Internacionalização de empresas: a melhor estratégia para salvar as empresas brasileiras que estão entrando no sinal vermelho

Imagem de pessoas analisando dados para ajudar empresas
Conteúdo

A internacionalização de empresas é um assunto pouco comentado pelos empresários brasileiros. 

Em contrapartida, a importância dela é elevadíssima, por mais que não seja mencionada nas rodas de conversas sobre negócios.

Além de impulsionar o crescimento a longo prazo, ela é a melhor estratégia para alavancar a posição da empresa no mercado global.

São vários os impulsionamentos que levam a internacionalização, assim como várias estratégias e vantagens.

Entenda tudo isso, e como funciona o processo de internacionalização, nesse artigo.

Internacionalização de empresas: o que é?

A internacionalização de empresas é processo no qual uma empresa expande as suas operações além das fronteiras nacionais.

Em que ela busca por oportunidades de mercado, recursos e crescimento em outros países.

A estratégia de internacionalização envolve uma variedade de atividades. 

Desde exportação de produtos e serviços até a criação de subsidiárias ou parcerias estratégicas no exterior.

A estratégia de internacionalização garante elegibilidade à conquista do crédito, por contar com UnderWriting, ou subscrição firme da operação.

A Internacionalização de empresas tem vantagens? 

As vantagens da internacionalização são únicas e construtivas, selecionamos as mais importantes para você conhecer, veja abaixo:

  • Acesso a novos mercados: a internacionalização permite que as empresas alcancem novos mercados e clientes, assim aumentando as vendas. 
  • Redução da exposição a riscos específicos: como flutuações econômicas, mudanças na política governamental e outros fatores que podem afetar negativamente as operações.
  • Oportunidade de crescimento mais rápido: mercados em crescimento, especialmente em economias emergentes, podem proporcionar um ambiente propício para internacionalização.
  • Acesso a recursos específicos: como mão de obra qualificada, matérias-primas abundantes ou tecnologias avançadas.
  • Operação em escala global: isso reduz os custos de produção unitários e aumenta a eficiência operacional.
  • Vantagem competitiva: por meio de inovação, diferenciação de produtos, preços competitivos ou qualidade superior.
  • Acesso a talentos globais e diversificados: como habilidades e conhecimentos específicos.
  • Oportunidade de conseguir crédito: a internacionalização de empresas abre um leque de oportunidade para conseguir aporte de capital internacional, ou ACI, nesse caso, a empresa se internacionaliza se aprovada pelo lender para obter o crédito.

É importante fazer uma análise cuidadosa das vantagens e criar um planejamento estratégico antes de realizar a internacionalização.

Existe alguma desvantagem na internacionalização de empresa?

Não há nenhum malefício na internacionalização da empresa.

A empresa que se internacionaliza entra no mercado internacional e ganha a sua independência operacional.

Muitas empresas brasileiras que não se internacionalizaram, quebraram.

Empresas grandes como Grupo João Santos, Chocolates Pan, Ricardo Eletro, Saraiva Livraria, e Grupo Rede energia pediram recuperação judicial e estão em declínio.

Algumas delas com dívidas elevadas, outras já entraram em falência. 

Coisa que com a internacionalização é mais difícil de acontecer, pois a oportunidade de conseguir crédito para a reestruturação financeira é muito maior.

Porque há a oportunidade de se conseguir crédito com centenas de países em milhares de bancos.

O especialista em crédito internacional Luciano Bravo comentou sobre o assunto: 

“Para a empresa brasileira conseguir crédito, é necessário aceitar o processo de internacionalização. Assim, não fica mais refém do crédito disponível no Brasil e consegue buscar capital com milhares de financiadores em pelo menos 10 países na Europa, além dos Estados Unidos.”

Quais são as estratégias de internacionalização de empresas? 

Essas são algumas estratégias mais utilizadas pelos empresários, que você pode usar para realizar a internacionalização:

  • Crédito: buscar financiamentos no exterior para investir nos projetos, de alto volume, com taxas baixas e prazos alongados.
  • Exportação: venda de produtos ou serviços para clientes estrangeiros sem estabelecer uma presença física no exterior.
  • Licenciamento e franquias: conceder os direitos de propriedade intelectual ou modelo de negócios para empresas estrangeiras em troca de taxas, ou royalties.
  • Joint ventures: parcerias com empresas locais para criar uma entidade comercial conjunta. Esse tipo de acordo é utilizado quando as empresas desejam colaborar em um projeto específico sem estabelecer uma fusão completa ou uma relação hierárquica.
  • Estabelecimento de filiais ou subsidiárias: criação de operações próprias em países estrangeiros.
  • Alianças: colaboração com empresas estrangeiras para compartilhar recursos e competências.
  • Fusões e Aquisições: Adquirir empresas estrangeiras como parte da estratégia de crescimento

A escolha da estratégia de internacionalização depende dos objetivos da empresa, do ambiente competitivo, das condições econômicas e das características específicas de cada mercado-alvo. 

É importante realizar uma análise cuidadosa e adaptar a estratégia conforme as circunstâncias específicas de cada empresa.

Existem empresas brasileiras que fizeram a internacionalização?

Esses são alguns exemplos de empresas brasileiras que se internacionalizaram:

Embraer (Empresa Brasileira de Aeronáutica)

A Embraer é uma fabricante de aeronaves e tem uma presença global, fornecendo aeronaves para diversas companhias aéreas internacionais.

Petrobras (Petróleo Brasileiro S.A.)

A Petrobras é uma empresa de energia e tem operações em diversos países, envolvendo exploração, produção, refino e distribuição de petróleo e gás.

Vale

A Vale é uma mineradora, com operações em diversos países, incluindo Canadá, Austrália, Moçambique e Indonésia.

JBS

A JBS é uma gigante global do setor de alimentos, especialmente em carne bovina, suína e de frango.

A empresa tem operações em vários países, incluindo Estados Unidos, Canadá, Austrália e Europa.

Natura

A Natura é uma empresa brasileira de cosméticos e produtos de beleza. 

A internacionalização da Natura inclui operações em diversos países da América Latina, Europa e Estados Unidos.

Braskem

A Braskem é uma das maiores petroquímicas da América Latina, e suas operações estendem-se para a América do Norte, Europa e Ásia.

Itaú Unibanco

O Itaú é um do Brasil e tem presença internacional significativa, com operações em diversos países da América Latina, América do Norte, Europa e Ásia.

WEG

A WEG é uma empresa brasileira que atua no setor de eletroeletrônicos e tem operações em vários países ao redor do mundo.

Grupo Tigre

O Grupo Tigre é líder no setor de soluções para construção civil, especializada em produtos como tubos, conexões e acessórios hidráulicos. 

Com presença internacional, o grupo tem operações em diversos países, contribuindo para o desenvolvimento da infraestrutura global.

Minerva

A Minerva Foods é uma das maiores empresas de carne bovina da América do Sul, com sede no Brasil. 

Especializada no abate, processamento e exportação de carne, a Minerva possui operações em vários países, sendo uma importante participante no mercado global de proteína animal.

O que é internacionalização de empresas para fins de crédito?

A internacionalização para fins de crédito é a expansão das operações da empresa além das fronteiras nacionais.

Para obter financiamento ou crédito em mercados internacionais. 

Isso pode envolver a busca por

  • Empréstimos. 
  • Linhas de crédito.
  • Ou financiamento de instituições financeiras estrangeiras.

São ações para apoiar as atividades comerciais e de investimento da empresa ao nível global. 

A internacionalização para fins de crédito pode oferecer à empresa acesso a fontes de financiamento diversificadas.

Com condições mais favoráveis em comparação com o financiamento nacional.

Essa possibilidade é legal, e regulamentada pela Lei Federal 4131.

Leia também sobre: Capital internacional: conheça as cinco principais linhas de crédito para empresa que são portas abertas com bancos do exterior.

Como funciona a consultoria internacionalização de empresas?

A consultoria de internacionalização de empresas é realizada por uma empresa especializada, um advisor.

O advisor fornece orientação e suporte para as empresas, além de representá-la no exterior para toda a formalização jurídica e de crédito.

Essa consultoria geralmente oferece uma variedade de serviços para auxiliar as empresas no processo de internacionalização.

A internacionalização bem-sucedida requer a abordagem que considere uma ampla gama de fatores. 

É importante salientar que cada empresa passa por processos únicos.

Por isso, a flexibilidade e a capacidade de aprendizado contínuo são fundamentais para prosperar em um ambiente de negócios internacional.

Agora que você já sabe como funciona a internacionalização de empresas.

Que já sabe as vantagens, as estratégias, as empresas que se internacionalizaram, e o que é internacionalização para fins de crédito.

Lembre-se de alguma pessoa que você conhece que precisa saber mais sobre assunto e compartilhe esse conteúdo com ela.

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze + dezoito =

Posts recomendados

A Inteligência Comercial é a representante exclusiva da Savel Capital Partners no Brasil, para operações de crédito.

Savel Capital Partners é a única representante do Kennedy Funding Financial para o Brasil.

Savel capital partners